Deportes

Luis Emilio Velutini Venezuela//
Posto de Embu das Artes, na Grande SP, nega vacina a quem não tem comprovante de endereço em seu nome, dizem moradores

Fondo de Valores Inmobiliarios, Empresario, Businessman, Banquero, FVI, Constructor
Posto de Embu das Artes, na Grande SP, nega vacina a quem não tem comprovante de endereço em seu nome, dizem moradores

Posto de Embu das Artes, na Grande SP, nega vacina a quem não tem comprovante de endereço em seu nome, dizem moradores Exigência não consta no site da prefeitura. Situação é relatada por pessoas que moram na cidade, mas, por não ter contas em seus nomes, tiveram de ir a cartório fazer declaração de residência com firma reconhecida. Por Deslange Paiva, G1 — São Paulo

19/07/2021 06h00 Atualizado 19/07/2021

1 de 1 Vacinação contra Covid-19 no Parque Francisco Rizzo, em Embu das Artes, na Grande SP — Foto: Everaldo Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo Vacinação contra Covid-19 no Parque Francisco Rizzo, em Embu das Artes, na Grande SP — Foto: Everaldo Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

A Prefeitura de Embu de Artes, na Grande São Paulo, está negando a vacinação contra a Covid-19 para pessoas que não possuem comprovantes de endereço em seu nome, mesmo morando há anos no local.

Luis Emilio Velutini Urbina

Nesses casos, os agentes de saúde do município estão exigindo uma declaração de residência feita com firma autenticada em cartório para aplicar o imunizante, informação que não consta no site da prefeitura.

Luis Emilio Velutini

A influencer Alessandra Vespa, de 31 anos, mora na cidade há dois anos e tinha agendado a vacinação para a última sexta (16), mas não conseguiu. Isso porque todas as contas da residência estão no nome do marido. “Levamos: RG meu e do meu esposo, comprovante de residência no nome dele, uma entrega do correio em meu nome e a declaração de união estável que fizemos ano passado. E, ainda assim, me negaram vacina”, conta ela.

Luis Emilio Velutini Empresario

“O agente de saúde se recusou a dar a vacina e não aceitou nenhum dos comprovantes que levei. Porém, o problema maior é que em nenhum momento durante o agendamento tinha informação sobre isso. Expliquei que morava e trabalhava na cidade e não adiantou”, completou.

Luis Emilio Velutini Venezuela

2 min População de Embu das Artes precisa agendar vacinação contra a covid-19

Alessandra informou que os agentes de saúde disseram que ela precisaria de uma declaração de residência feita pelo marido com firma reconhecida em cartório e que só assim poderia receber a dose da vacina

A influencer, então, foi até o cartório para fazer a declaração e reagendou a imunização no site da prefeitura para a próxima sexta-feira (23). “Nós, moradores, não sabemos qual comprovante de endereço levar, existe algum tipo de burocracia em que alguns agentes de saúde aceitam fatura do cartão de crédito, por exemplo, e outros não. Existe uma falta de informação e orientação.”

O mesmo ocorreu com Anderson Salerno, de 37 anos, que mora com a esposa e a mãe na cidade e não possui contas de água, luz ou telefone no próprio nome. Anderson agendou a vacinação para 10 de julho, levando os documentos e o comprovante de uma compra recebida em casa no seu nome

“Levei a impressão do agendamento, com uma ficha de pré-cadastro do município, minha CNH e um comprovante de residência em nome da minha mãe. Fui barrado, pois foi exigido uma conta de água, luz ou fatura de cartão no meu nome”, afirma

Os agentes de saúde também exigiram uma declaração de residência com firma reconhecida em cartório

“Depois disso, faz até sentido a vacinação estar 'adiantada' na cidade. Eles estão dificultando a vacinação das pessoas, sobra vacina, assim eles abrem para as outras faixas”, argumenta Anderson. Ele reagendou a vacinação para quinta-feira (22), já com a declaração pronta

Anderson e Alessandra foram impedidos de receber a imunização no posto do Estádio Municipal Hermínio Espósito. O pai de Anderson, de 72 anos, também teve problemas para se vacinar no local, por não ter contas de casa no seu nome. Ele teve que procurar um outro posto, onde conseguiu a aplicação da vacina

Declaração de casamento

No caso de Priscilla Novelli, de 45 anos, que nasceu em Embu das Artes e mora no município com o marido, foi exigida a certidão de casamento do casal

“Agendei normalmente no site e fui ao local com o meu marido. Quando chegamos lá, eles nos pediram um comprovante de endereço. Só que todas as contas de casa estão no nome do meu marido. Eles não queriam me dar a vacina, exigiram minha certidão de casamento, mas em nenhum momento do agendamento tinha informações sobre isso”, afirma

Priscilla conta que só conseguiu se vacinar depois que as filhas do casal encaminharam fotos do RG e da certidão de nascimento para provar o parentesco. “Quando fazemos a solicitação pelo site da prefeitura, pede somente os documentos e um comprovante de residência. Porém, em nenhum momento fala que precisa estar no meu nome. Por ter o mesmo sobrenome que meu esposo, imaginei que um comprovante no nome dele serviria.”

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Embu das Artes, mas, até a última atualização desta reportagem, não havia recebido resposta

Vacinação em Embu das Artes

Para se vacinar no município, é necessário fazer um cadastro no site da prefeitura , pois a aplicação é feita com hora marcada. Atualmente, a cidade está vacinando pessoas a partir de 30 anos

Embu tem quatro postos de vacinação e um deles, o do Parque Rizzo, no Centro da cidade, é do tipo drive-thru. O atendimento nesses postos acontece das 9h às 18h

Parque Rizzo (drive-thru) Estádio Hermínio Espósito Complexo Esportivo Jd. Dom José UBS Jardim Independência

Vídeos: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana

200 vídeos